Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Meu Amigo, Meu Amor

Meu amigo, por favor, não fales,
nem desse amor me dê detalhes.
Esse amor, que por certo, não é meu.
E sentes por alguém, que não sou eu.

 

Meu amigo, por favor, não digas
quantas vezes a beijaste,
nem me fales das intrigas,
que, às vezes, provocaste.

 

Poupa-me desse vil castigo,
de não tê-lo aqui comigo,
de levar a minha vida a esmo
por não poder fazer-te o mesmo.

 

Meu amigo, por favor, não comentes
o quanto tu a amas e o que sentes.
Fazes-me padecer, assim, em vida
por esta chama não correspondida.

 

Meu amigo, por favor, entendas
que os quero muito, mas muito felizes.
Ao mesmo tempo, compreendas,
que me machucas, a cada frase que dizes.

 

Sei que não tens essa culpa.
Eu é que te peço desculpa,
por quebrar um acordo feito:
seríamos apenas amigos do peito.

 

Meu amigo, por favor, não rias
deste coração desleal que me traiu.
Criando sonhos e fantasias,
por alguém que nunca me viu.

 

E transformou levianamente
o que deveria ser apenas amizade,
nesse meu amor inconseqüente,
que viverá na eternidade.

publicado por Aninha às 18:18

link do post | comentar | favorito

+mais sobre mim

+pesquisar

 

+Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

+posts recentes

+ Pensamentos de Grávida - ...

+ Meu Amigo, Meu Amor

+ Eu Quero Negar

+ Adeus

+ Acreditar

+ *|*|* Poemas *|*|*

+arquivos

+ Maio 2008

+ Maio 2007

+tags

+ todas as tags

+favorito

+ Meu Amigo, Meu Amor

+ Carrinhos

+ Perdi um Filho... Deus Ga...

+ Listinha do meu bebe

+Contador


+subscrever feeds