Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Adeus

Amor,

quando você estiver lendo

esta mensagem,

eu já terei seguido viagem.

Parto com passagem só de ida,

levando comigo

todos os sonhos de uma vida.

Na bagagem,

as esperanças de um dia

seguem numa mala,

hoje, quase vazia.

Nos bolsos,

apenas um lenço

para as vezes

que em você eu penso,

com os olhos marejados.

Sabíamos

que esse momento chegaria

e que o mais correto seria

eu mesma partir.

Assim como cheguei...

do nada...

sem ter para onde ir,

assim...sem nada...

eu vou sair.

Quanto às velhas esperanças,

estou levando nesta mudança

para atirá-las ao sabor do vento,

junto aos meus sentimentos.

Não vou olhar para trás,

posso não ser capaz

de seguir em frente

e, num repente, querer voltar.

Não quero parar na estrada

e de arrependimento chorar

por não ter tentado ficar.

Estou seguindo sem rumo.

Devagar eu me acostumo.

Mas, se o imprevisto surgir

e eu me sentir

demasiadamente só,

suplicarei a Deus 

que piedosamente...

devolva-me ao pó.

tags:
publicado por Aninha às 18:13

link do post | comentar | favorito

+mais sobre mim

+pesquisar

 

+Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

+posts recentes

+ Pensamentos de Grávida - ...

+ Meu Amigo, Meu Amor

+ Eu Quero Negar

+ Adeus

+ Acreditar

+ *|*|* Poemas *|*|*

+arquivos

+ Maio 2008

+ Maio 2007

+tags

+ todas as tags

+favorito

+ Meu Amigo, Meu Amor

+ Carrinhos

+ Perdi um Filho... Deus Ga...

+ Listinha do meu bebe

+Contador


+subscrever feeds